Qual é o papel do gestor de recursos humanos na inclusão de PCDs?

5 minutos para ler
Powered by Rock Convert

No momento de inserir a diversidade, a inclusão de PCDs dentro das empresas, o gestor de recursos humanos tem uma participação fundamental. Por isso, ele deverá ter a mente aberta e pensar em ações criativas em diferentes momentos do seu trabalho, com o objetivo de obter resultados efetivos.

Essas ações podem ocorrer na implantação de um projeto de inclusão. Também aparecem com o intuito de chamar a atenção para alguma situação específica. Ainda, podem ter a finalidade de capacitar as pessoas com deficiência (PCDs).

Entenda melhor neste artigo como deve ser a cooperação do gestor de recursos humanos no desenvolvimento da inclusão social empresarial!

Qual é o papel do gestor de RH nas estratégias de inclusão e diversidade de uma empresa?

O trabalho de inclusão social dentro da empresa precisa ser contínuo, para que traga os objetivos desejados. Diante disso, muitas vezes, o RH tem o papel de protagonista, pois precisa orientar todos da equipe quanto às atividades desenvolvidas. A seguir, veja com mais detalhes qual o papel do gestor de RH nesse cenário,

Fazer o recrutamento e a seleção

Os recrutadores precisam estar capacitados para avaliar e fazer o processo seletivo dos candidatos PCDs, analisando as suas habilidades, competências, possibilidades e a própria deficiência da pessoa. A finalidade é que esses indivíduos participem do processo sem discriminação e sem barreiras, para concretizar todas as etapas. Assim, o gestor se torna o canal de comunicação entre empresa e aspirantes, para que os melhores profissionais sejam encontrados.

Envolver diretores e realizar a comunicação

Muitas vezes, os diretores que comandam a empresa ficam resistentes quanto à contratação de PCDs. No entanto, o setor de recursos humanos deve trabalhar essa aceitação, promovendo palestras de conscientização e estratégias internas, de forma que o tema seja abordado naturalmente. Também é preciso realizar campanhas com o marketing para transformar a resistência. Se a situação persistir, intensifique as ações e busque ajuda externa.

Treinar os profissionais

Os treinamentos dos profissionais que fazem parte do quadro de colaboradores da empresa devem ter o mesmo objetivo, independentemente se os funcionários são ou não deficientes. Logo, o RH define os conteúdos e o período que ocorrerão os cursos, para que todos os envolvidos possam realizá-los da melhor forma possível.

Diante disso, é fundamental acompanhar a adaptação e o desempenho de cada um dos colaboradores, para analisar o impacto causado. Aqui, o gestor de RH servirá de suporte para atender às necessidades e dúvidas dos profissionais.

Quais ações realizar para acolher uma pessoa com deficiência?

No setor de RH, a criatividade é muita, e uma das vantagens disso é poder promover um novo olhar sob a perspectiva do outro. Por isso, é relevante estimular a inserção da diversidade. Veja como fazer isso!

Analise a acessibilidade

Para quebrar as barreiras, deve-se estudar a acessibilidade tanto física quanto tecnológica, a fim de que as adaptações sejam realizadas em conjunto com a área de infraestrutura. Outras áreas também podem se envolver, como o departamento de segurança, de tecnologia da informação, de marketing etc. Caso não tenha profissionais capacitados, é indicado contratar uma empresa especializada.

Tenha um plano de carreira que aproveite as qualificações das PCDs

As organizações, em parceria com o RH, devem construir uma cultura organizacional direcionada à diversidade para o desenvolvimento da carreira, tendo aceitação de outros colaboradores e incentivos dos líderes para o reconhecimento do trabalhador e de seu progresso profissional. Principalmente, com um planejamento de carreira em que as qualificações das pessoas com deficiência façam parte.

Realize ações criativas para inclusão

Com essa nova cultura inclusiva, o assunto pode ser abordado com palestras, atividades e até mesmo com a participação das próprias PCDs dando seus depoimentos. Outra ação é usar o teatro com situações cotidianas para gerar empatia e fortalecimento das relações. Isso demonstra que todas as pessoas podem trabalhar, independentemente da sua condição.

Se a meta é ampliar o projeto, aproveite os profissionais com deficiência da empresa para elaborar um programa, por meio de um comitê, que transmita seus conhecimentos e vivências. Assim, você terá uma estratégia com bons resultados.

Como visto, o papel do gestor de recursos humanos é essencial para que as medidas de inclusão de PCDs sejam implantadas e continuadas. Dessa maneira, cria-se a diversidade interna e externa e todos saem ganhando. Afinal, há uma convivência enriquecedora mútua, de modo que isso agrega valor à empresa e traz um ambiente de abertura às novidades.

Agora que você entendeu o papel do gestor de recursos humanos, saiba também dicas para criar um RH inclusivo na prática!

Posts relacionados

3 thoughts on “Qual é o papel do gestor de recursos humanos na inclusão de PCDs?

Deixe um comentário