Veja dicas de como criar um RH inclusivo na prática

3 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Uma gestão estratégica de pessoas é de grande importância dentro de uma empresa. Uma das justificativas para essa afirmação é que essa área é responsável pela busca do equilíbrio organizacional, da motivação e da retenção de trabalhadores. Quando existe um RH inclusivo, as vantagens são ainda maiores, pois a organização consegue aproveitar talentos enriquecedores, mas ignorados por empresas ainda não preparadas para recebê-los.

Esse formato de RH é, por definição, um campo que proporciona contratação, treinamento, liderança, satisfação sem barreiras. Isso é, possibilita todos os processos típicos de gestão de pessoas com acessibilidade e as adaptações necessárias.

A seguir, vou mostrar a você alguns passos para implantar a inclusão no RH da sua empresa! Vamos lá?

Inclua os valores na cultura

Se a cultura organizacional não estiver ajustada com valores e princípios referentes à inclusão e diversidade, o trabalho do RH fica mais difícil. Esse pensamento precisa fazer parte da filosofia e ser reforçado por meio de regras, códigos de conduta, ritos etc.

Defina um percentual de pessoas com deficiência que devem fazer parte dos colaboradores. Planeje como será a interação de todos. Livre os funcionários de preconceitos. Busque, ainda nas entrevistas admissionais, perfis empáticos em conviver com diferenças.

Realize benchmarking

Outro passo de como implementar um RH inclusivo é analisar empresas já adaptadas à inclusão e à diversidade. Avalie como esses lugares lidam com todos, no que investem, quais regras têm, quais práticas adotam. Você não precisa copiar todos os processos, mas pode investigar os pontos positivos e adequá-los à realidade do seu negócio.

Pesquise as legislações

Claro, as legislações relativas à inclusão precisam ser de domínio de um RH. Entre elas, temos o Estatuto da Pessoa com Deficiência, o qual visa a inclusão de todas as pessoas com algum tipo de deficiência. Tem ainda o Decreto 5626/2005, que aborda alguns detalhes e conceitos específicos de pessoas surdas e com deficiência auditiva, entre outras normas. Não adianta tentar a implementação, se não seguir as diretrizes legais.

Capacite todos

Todos precisam estar capacitados para lidar com pessoas surdas ou que tenham deficiência auditiva em algum grau, por exemplo. Assim, funcionários, gestores, chefes de departamento devem receber treinamentos e ter todas suas dúvidas sanadas, para um convívio saudável. Além disso, é interessante que todos tenham um conhecimento sobre comunicação por meio de Libras.

Faça as adaptações necessárias

As empresas precisam estar adaptadas para receber pessoas com deficiência, por meio de acessibilidade e tecnologia assistiva, além de ser livre de barreiras. Uma barreira na comunicação, por exemplo, impossibilita o recebimento de mensagem e informações importantes para o desempenho do trabalho. Além disso, as tarefas precisam estar de acordo com o perfil do colaborador. Assim, equipamentos e recursos podem ser necessários, para promover mais autonomia e qualidade de vida dessas pessoas.

Um RH inclusivo é primordial nas empresas que buscam mais diversidade, criatividade e enriquecimento para os resultados organizacionais. O gestor de pessoas tem de estar preparado a oferecer oportunidades para que todos os trabalhadores, independentemente do grau de deficiência, mostrem todo o seu potencial.

Gostou do conteúdo? Siga-nos nas nossas redes, Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn, e acompanhe de perto mais informações importantes a respeito da inclusão de pessoas surdas!

Posts relacionados

3 thoughts on “Veja dicas de como criar um RH inclusivo na prática

Deixe um comentário