Como elaborar um processo de recrutamento e seleção para PCDs?

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Para elaborar um bom processo de  recrutamento e seleção de PCDs (pessoas com deficiência) é preciso entender que  não se resume apenas às obrigações legais de uma empresa. Ele é importante para estimular a diversidade e dar oportunidade para que essas pessoas possam ser inseridas no mercado de trabalho com as mesmas condições de um trabalhador que não tem nenhum tipo de deficiência.

As empresas têm responsabilidades em relação à inclusão de PCDs no quadro de colaboradores. Por essa razão, durante o processo de recrutamento é preciso oferecer as ferramentas necessárias para que cada candidato possa apresentar suas habilidades sem ser constrangido.

Neste artigo, separamos algumas dicas que pode ajudar você nessa missão. Continue a leitura e saiba quais são elas.

Preparar-se para a entrevista com antecedência e considere possíveis deficiências dos candidatos

O entrevistador precisa se preparar para a entrevista com o intuito de proporcionar ao candidato as mesmas condições que aos demais. Para não haver uma concorrência desleal, é importante estar atento às limitações da PCD. Por exemplo, se você for entrevistar um candidato surdo, é imprescindível ter ao seu lado um profissional que saiba interpretar a língua de sinais ou uma tecnologia assistiva como da SignumWeb, que permite chamar virtualmente esse profissional.

Caso o candidato seja aprovado, a empresa precisa levar em consideração a sua deficiência e oferecer a ele um ambiente de trabalho adaptado, para que este possa exercer suas atividades normalmente.

Dar foco nas competências e habilidades dos entrevistados

Todo cargo de uma empresa precisa contar com profissionais especializados para cumprir com as obrigações de maneira eficiente, a fim de melhorar os resultados de cada departamento e, consequentemente, do negócio. Levando isso em consideração, é importante que ao contratar uma PCD, você esteja atento às competências e habilidades do entrevistado.

Isso significa que o candidato não pode ser visto apenas como uma pessoa que vai cobrir uma cota. Apesar de suas limitações, ela precisa apresentar os requisitos necessários para preencher a vaga. Do contrário, quem perderá a oportunidade de reter talentos é a empresa.

Dar a devida atenção à acessibilidade do local da entrevista

Desde o começo do processo de recrutamento e seleção de PCDs é preciso Oferecer acessibilidade aos candidatos com deficiência física. Isso mostra o quanto a empresa se preocupa com o bem-estar dos funcionários. Essa é uma excelente ação para quem deseja atrair e reter talentos dentro da organização.

Além do local da entrevista, a própria empresa precisa realizar mudanças na infraestrutura para adequar os espaços de trabalho e facilitar o deslocamento das PCD, garantindo mais autonomia e segurança a esses profissionais.

Sendo assim, invista em móveis planejados, informações e sinalizações em braile, pisos táteis, rampas etc. Tudo isso facilitará a rotina das PCDs e melhorará a produtividade e motivação delas.

Por fim, vale destacar a importância do profissional de RH se preparar com antecedência para o processo de recrutamento e seleção para pessoas com deficiência. Isso porque, no momento da entrevista, o candidato não pode se sentir prejudicado.

Lembre-se de que o objetivo da empresa é selecionar os melhores talentos para ajudá-la crescer, independentemente das limitações físicas dos candidatos. Portanto, oferecer a eles as melhores condições desde a entrevista, fará com que a sua marca seja valorizada por esses profissionais.

Quer saber qual é o papel do gestor de RH na inclusão de PCDs? Confira este artigo.

Posts relacionados

Deixe um comentário