Como fazer um processo seletivo para PCD em 4 passos

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Você deseja criar um processo seletivo para PCD em sua empresa? Quer contratar pessoas com deficiência? Então, precisa ler este post para aprender como fazer um bom processo seletivo em 4 passos. Independente, se os motivos são devidos à legislação ou por vontade própria, esta atitude gerará impactos positivos em sua empresa.

A princípio pode parecer um pouco assustador devido à falta de conhecimento, mas o fato é que, se buscar informações e preparar a equipe previamente, o processo seletivo será adequado. Claro que para isto é necessária uma mudança de paradigma, cultura dentro da organização e planejamento.

Por isso neste artigo explicaremos a maneira de favorecer esta inclusão social. Continue a leitura e bom aprendizado!

Entenda a necessidade de inclusão e diversidade dentro das empresas

Ter uma empresa que promova a diversidade e a inclusão não somente para cumprir a Lei de Cota, é demonstrar respeito e responsabilidade social quanto a desigualdade da população e sua força de trabalho. Afinal, existem diversos perfis de funcionários e isto é benéfico para crescimento de um negócio.

Ter um quadro de colaboradores com pensamentos, culturas, etnias, opiniões e deficiências diferentes faz com que a organização seja democrática e plural. Isso traz vantagens tanto para a empresa quanto para os profissionais que ali trabalham:

  • gerando valor para a marca;
  • destacando-se perante os concorrentes;
  • atraindo profissionais mais qualificados que estão no mercado;
  • formando equipes mais criativas;
  • proporcionando uma real inclusão dentro do ambiente laboral.

Diante disto, os empresários que estão preparados para uma gestão inclusiva, sabem reconhecer e contar com o trabalho das pessoas com deficiência de maneira que apresentem resultados para a empresa.

Conheça as práticas fundamentais de como fazer um processo seletivo para PCD

Ao realizar o recrutamento e a seleção das PCDs é preciso avaliar o processo para garantir uma contratação eficiente, respeitando a inclusão e a demanda da organização, veja mais a seguir.

1. Promova a acessibilidade ainda no planejamento

Como existem diversos tipos de deficiência e grau de dificuldades é necessário considerar as características e necessidades da pessoa que a empresa está precisando, para que realize um bom trabalho.

Assim, o departamento de Recursos Humanos deverá fazer um planejamento para adaptar o processo seletivo e a empresa a deficiência escolhida. Para sentir segurança que está agindo de maneira correta, converse com pessoas que tenham aquelas necessidades, empresas que já contrataram PCDs, e pesquise em artigos em site e blog.

Por exemplo, se a organização está procurando profissionais que sejam deficientes auditivos, ela precisa incluir entrevistas em Libras. Esta pode ser feita por um profissional de dentro da empresa que saiba a língua brasileira de sinais ou por um intérprete, até mesmo online.

2. Garantir recursos para adequação

Antes de começar o processo, verifique tudo que será necessário em termos de espaço físico, materiais e equipamentos para fazer a escolha dos candidatos. Isto dependerá das necessidades e particularidades de cada pessoa conforme a deficiência exigida.

Se for um surdo, o ambiente deve contar com internet e computador para que a entrevista seja virtual ou com interprete online. Dando o respaldo que o candidato precisa é mais fácil avaliar suas habilidades e fazer uma seleção por competências.

3. Lidar com a deficiência de forma natural

Durante a entrevista, procure fazer perguntas relativas à deficiência da pessoa, mas de maneira natural para saber quais os tipos de adaptações que serão necessárias, para que se realize o trabalho.

Mostre, ainda, o que a empresa espera da qualidade do trabalho dela e as atividades que deverá desempenhar. Procure saber, também, sobre as experiências profissionais dela, quais dificuldades enfrentou, como solucionou, de que maneira lida com sua deficiência, seu nível de autonomia etc.

4. Converse com profissionais da área

Entre em contato com profissionais que trabalham com PCDs diariamente, com médicos e técnicos da área para saber as dicas de adaptações e ajustes que precisam ser feitos para o processo seletivo. Eles orientarão quanto às formas de organizar e planejar cada etapa do processo.

Saber como fazer um processo seletivo para PCD é pré-requisito quando a empresa deseja selecionar candidatos com alguma deficiência. Por isso, se abasteça com o máximo de informação possível para obter profissionais qualificados e que tragam resultados à empresa. Uma dica é conhecer as funcionalidades da SignumWeb, empresa com interpretes online que podem ajudar nas suas entrevistas.

Aproveite e baixe o e-book sobre Como implantar um programa de inclusão nas organizações e amplie a diversidade de sua empresa.

Posts relacionados

Deixe um comentário