Aprenda agora como conversar com um surdo da melhor maneira

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

No Brasil existem quase 10 milhões de deficientes auditivos — um número bastante expressivo para o nosso país. Portanto, é fundamental aprender como conversar com um surdo da melhor forma, principalmente se você tem uma empresa ou lida com muitas pessoas no dia a dia de trabalho.

A melhor maneira de comunicar-se com um surdo é por meio da Libras, a Língua Brasileira de Sinais. Entretanto, existem também outras formas eficientes para isso, por exemplo, por meio da leitura labial. Para isso, é preciso atentar para a diferença entre um surdo oralizado e sinalizado, encontrando formas para promover a acessibilidade.

Ficou curioso sobre o assunto? Então, continue a leitura e confira algumas dicas para aprender como conversar com um surdo. Acompanhe!

Entenda qual é a diferença entre um surdo oralizado e sinalizado

Os surdos oralizados realizam a leitura labial para entender o que as outras pessoas estão querendo dizer. Eles geralmente conseguem expressar-se verbalmente e compreendem bem a língua portuguesa devido à treinos recebidos na convivência com pessoas não-surdas. Nesse caso, quem tornou-se surdo por causa de algum acidente ou doença, após ter sido alfabetizado, também é considerado um surdo oralizado.

Já os surdos sinalizados, obviamente, sinalizam e conversam por meio de sinais ou gestos. Sua primeira língua é a Libras —  reconhecida e legitimada no Brasil, por meio do Decreto 5626/2005—, e muitos apresentam dificuldade em compreender a língua portuguesa.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Assim, é fundamental capacitar e instruir o máximo de pessoas para aprender a diferenciar entre um tipo de surdo e outro. Com isso, contribui-se para uma sociedade mais inclusiva, conscientizando e fortalecendo para uma forma de comunicação mais acessível para todos.

Descubra algumas dicas para saber como conversar com um surdo

Diferentemente de outros tipos de deficiências, a surdez pouco limita fisicamente a pessoa. Entretanto, a maior dificuldade encontra-se, justamente, na comunicação social. Por isso, confira a seguir algumas dicas que separei para que você aprenda como conversar com pessoas surdas.

Mantenha contato visual

Antes de tudo, mantenha contato visual com a pessoa e procure sempre conversar de frente. Isso porque a percepção visual dos surdos é bastante aguçada, fazendo com que eles consigam captar as mensagens por meio da leitura labial ou pela expressão facial.

Aprenda Libras

A primeira língua do surdo é a Libras, mas saiba que ela não é idêntica ao português pois existem diferenças entre os idiomas. Alguns termos podem ser bem distintos, portanto, é essencial expressar-se de forma objetiva e simples e, mais do que tudo, aprender noções básicas da Libras e investir mais tempo de estudo, pois a necessidade quase sempre é de uma comunicação fluente.

Fale frases curtas

Ao comunicar-se, tente falar por meio de frases curtas e seja objetivo com a mensagem que deseja transmitir. Isso facilita o entendimento do surdo, que não tem o costume de elaborar demasiadamente as frases.

Seja expressivo

Outro ponto fundamental é utilizar de expressões faciais e corporais, falando devagar e articulando bem a boca. Pode-se utilizar também gestos, mímicas, acenos naturais ou, até mesmo, tocar a pessoa para que ela entenda que você deseja passar uma mensagem. Só não vale tentar inventar sinais. Isso costuma chatear o surdo.

Conte com a tecnologia

Atualmente, existem alguns aplicativos, a exemplo da SignumWeb, que facilitam a comunicação entre pessoas surdas e não-surdas. Basta ter um smartphone ou outro dispositivo móvel. Daí será possível chamar um intérprete virtualmente, em tempo real, que intermediará a comunicação ou usar chat, se for um surdo oralizado.

Saber como conversar com um surdo ainda é uma tarefa complexa para muitas empresas, mas saiba que isso pode garantir a captação de um público pouco visível no mercado.

Como qualquer outra pessoa, o surdo está presente nas escolas, nas universidades e também consome produtos e serviços. Portanto, torna-se cada vez mais fundamental diminuir as barreiras de comunicação e abrir espaço para a inclusão e a acessibilidade.

Gostou do conteúdo? Então, continue aprofundando sua leitura e saiba também como atender um deficiente auditivo por meio de 6 dicas!

Posts relacionados

Um comentário em “Aprenda agora como conversar com um surdo da melhor maneira

Deixe um comentário