Quais são as startups que unem tecnologia e inclusão social? Confira!

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Novos mercados estão se abrindo a partir da união da tecnologia com a inclusão social. As startups, que são empresas preocupadas com inovação, estão atentas a isso.

No Brasil, 25% de sua população apresenta algum tipo de deficiência, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ou seja, 45 milhões de pessoas aproximadamente.

Esta junção tem permitido que as startups tragam inovações digitais para facilitarem a vida das pessoas com deficiência, bem como ampliar a relevância das empresas que se preocupam com o processo inclusivo. São oportunidades de negócios para que novos consumidores adquiram seus produtos ou serviços.

Sendo assim, conheça algumas empresas que tem desenvolvido produtos que ajudam milhões de pessoas visando o público PCD. Vamos lá?

Veja como a Guiaderodas avalia a acessibilidade dos locais pelo mundo

Fundada por Bruno Mahfuz, em 2016, a Guiaderodas é uma ferramenta online que avalia de forma gratuita e colaborativa a acessibilidade dos lugares pelo mundo. Assim, seus usuários informam, analisam e certificam quanto aos níveis de dificuldade nos espaços que estão frequentando. Com isso, as pessoas com restrição de mobilidade que forem para lá poderão consultar e ter conhecimento das avaliações para traçarem seus trajetos com segurança.

Antes de ter esta ideia inovadora, o cadeirante teve muitas experiências negativas de acesso aos lugares que desejava ir. Logo, percebeu que era necessário um conjunto de práticas englobando a infraestrutura, atendimento e conscientização de todos quanto ao assunto.

Diante disto, criou a plataforma para que as pessoas respondam algumas perguntas informando se o ambiente é acessível ou não. Deste modo, mais de 160 mil avaliações já foram realizadas e o interessante que 80% não declararam se eram deficientes.

Saiba viajar usando a Access Earth

Essa é mais um exemplo de como unir tecnologia e inclusão social.

E se uma pessoa com deficiência quer fazer uma viagem, mas tem medo dos lugares que vai visitar não ter acessibilidade adequada? Pois, fique sabendo que desde 2012 existe o aplicativo Access Earth. Desenvolvido por Matt McCann, que tem paralisia cerebral, oferecendo informações específicas para as PCDs quanto às avaliações dos restaurantes, hotéis, atrações turísticas. Inclusive, os usuários podem adicionar e classificar os locais que não constarem no banco de dados da ferramenta online.

Este aplicativo foi criado porque certa vez McCann estava viajando e se hospedou em um hotel que alegava ser acessível para cadeirante. Quando chegou na porta teve a infeliz surpresa de encontrar três degraus a sua frente, além de salas pequenas. Desse modo, para evitar que outras pessoas passassem pela mesma situação desenvolveu o aplicativo, já que era engenheiro de software.

Converse com uma pessoa surda usando a SignumWeb, mais uma tecnologia para inclusão.

Felipe Barros Silva, que é surdo, usou sua própria experiência para desenvolver, em 2017, a plataforma SignumWeb que oferece videoconferência às empresas promovendo a comunicação de seus funcionários com os clientes surdos. Isto auxilia a liberdade, autonomia, dignidade e igualdade perante todos.

Com ela, a startup derrubou a barreira da comunicação para a comunidade surda, porque por meio de seu aplicativo, há a presença de intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Logo, consegue intermediar em tempo real o contato entre pessoas surdas e ouvintes. Por exemplo, em consultas médicas, entrevistas de emprego, atendimento comercial dentre outros.

Um detalhe é que ela não guarda os dados do cliente durante a chamada, dando mais segurança aos clientes e garantindo o sigilo das informações. Ela serve somente de intermediadora e disponibiliza intérpretes profissionais, reconhecidos pelo MEC no Pró-Libras ou certificado equivalente. Além disso, pode ser usado em qualquer dispositivo.

A acessibilidade é um direito do ser humano para se locomover, ouvir, falar e ver. Portanto, o mundo está enxergando as pessoas com deficiência como atuantes e grandes consumidoras. Desta forma, a tecnologia e a inclusão estão ganhando mercado para possibilitar oportunidade a todos.

Quer saber mais sobre inclusão social? Conheça as 5 principais ações de responsabilidade empresarial.

Posts relacionados

Deixe um comentário