Saiba como ser um líder inclusivo que toda empresa necessita

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Entender como ser um líder inclusivo é fundamental para garantir a integração entre os diferentes colaboradores que compõem o ambiente de trabalho. Até porque é preciso aprender a administrar e a potencializar um time diverso a fim de não perder os talentos da empresa.

Isso também é essencial para tentar construir companhias e sociedades mais justas, igualitárias e sustentáveis, valorizando pessoas com deficiências, negros, mulheres, LGBT’s e indivíduos de diferentes culturas.

Pensando nisso, este esse artigo vai mostrar a você como ser um líder inclusivo e, ainda, como desenvolver tal característica, com o intuito de promover um espaço de diversidade no trabalho. Acompanhe a seguir!

Entenda o que é um líder inclusivo e qual a sua importância para a empresa

Um líder inclusivo tem, entre outras atribuições, a função de melhorar o ambiente corporativo. Assim, ele sabe como lidar com pessoas diferentes para promover o bem-estar e os melhores resultados na empresa. Afinal, apesar dos desafios que a sociedade impõe, é preciso, mais do que nunca, trazer para dentro dos negócios os indivíduos que geralmente não são representados.

Quanto às características de um líder inclusivo, destacamos a valorização das diferentes crenças, valores e estruturas sociais que compõem a realidade dos colaboradores. Além disso, é fundamental ser dedicado para entender e desconstruir a imagem que tais pessoas recebem quando são inseridas no meio social.

Hoje em dia, no entanto, é viável resgatar dados estatísticos e quebrar uma série de paradigmas, construindo novos entendimentos e conceitos. O líder, nesse caso, deve ser empático e proporcionar um ambiente de diálogo, em que seja possível assumir novas práticas de ação. Também deve ter iniciativa para tornar a presença de diferentes grupos de pessoas muito mais aceita na empresa.

Saiba como ser um líder inclusivo

Já sabemos da importância de inserir mulheres, negros, LGBT’s, pessoas com deficiências e indivíduos de outras culturas nos mais distintos negócios, não é mesmo? Agora é importante mostrar como ser um líder inclusivo e realizar ações em conjunto para o benefício de todos.

Deixe as regras claras

Qualquer tipo de empresa deve contar com regras culturais, inclusive as que reúnem indivíduos de diferentes contextos. Por isso, mesmo que pareçam óbvias, o líder deve deixar tais regras bem claras para que todos os colaboradores entendam a sua importância e, também, a necessidade de segui-las para o bem-estar geral no ambiente de trabalho.

Tenha humildade

Um líder inclusivo deve ser humilde para compreender a diversidade de crenças, valores, normas e costumes que são importantes para cada indivíduo na empresa. Por exemplo, o ideal é evitar fazer muitas suposições quando uma mulher apresenta um resultado abaixo do esperado e não atinge determinadas expectativas. É essencial sempre buscar o real motivo de uma situação.

Promova a inteligência cultural

Outro importante papel do líder inclusivo é promover a inteligência cultural dentro da corporação. Em vez de simplesmente ignorar ou fingir que as diferenças não estão presentes no ambiente de trabalho, o líder pode, por exemplo, oferecer cursos voltados à capacitação dos colaboradores, para que estejam cientes das qualidades únicas de cada indivíduo da equipe.

Crie um ambiente seguro

O espaço corporativo deve, antes de mais nada, transmitir a sensação de segurança, até porque orientação sexual, cultura, deficiência física e práticas religiosas distintas promovem diferentes níveis de acesso e privilégios. Os líderes, nesse sentido, devem reconhecer que os membros da equipe apresentam considerações variadas sobre os aspectos cotidianos. Por exemplo, o simples ato de andar pelo estacionamento à noite pode ser considerado perigoso para algumas pessoas.

Não negligencie as pequenas coisas

Ao presenciar qualquer indivíduo sendo rude ou preconceituoso, é preciso dialogar e explicar que a diversidade deve ser respeitada acima de tudo. Nisso, podem ser incluídas as piadas homofóbicas, racistas ou machistas, tão comuns no meio social.

Agora que você já sabe como ser um líder inclusivo, certamente será muito mais simples manter a equipe alinhada, não é mesmo? Nesse sentido, é preciso tomar algumas iniciativas e educar os colaboradores para que eles respeitem as diferenças, evitando criar um espaço no qual possa haver fofocas, críticas ou julgamentos.

Gostou do conteúdo? Então, aproveite a visita e baixe agora mesmo o nosso e-book: “Como implantar um programa de inclusão nas organizações?“.

Posts relacionados

Deixe um comentário