Saiba como cumprir a Lei da Acessibilidade para Surdos nas empresas

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Muitas empresas brasileiras ainda sentem dificuldades e até têm preconceito em admitir pessoas com deficiência, mesmo tendo que cumprir a Lei de Cotas. com relação à surdez, é  imprescindível que o gestor conheça as determinações de acessibilidade para surdos.

Dessa maneira ajudará aos demais colaboradores, que estarão preparados quanto aos direitos e deveres da PCD, gerando respeito para a boa produtividade da empresa e a inserção no mercado de trabalho sem discriminação. Aqui falaremos especificamente do surdo.

Confira a seguir as formas de cumprir a lei. Vem conosco!

Saiba o que é a Lei da Acessibilidade para Surdos

A Lei da Acessibilidade nº 10.098, criada em 19 de dezembro de 2000, tem o objetivo de promover a acessibilidade das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Ela estabelece a remoção de obstáculos em vias, espaços públicos, edificações, transportes, meios de comunicação, estabelecimentos comerciais, industriais, educacionais e demais prestações de serviços.

Após essa lei, surgiram outras para complementar os direitos e deveres de PCDs: a Lei 10.436 — conhecida como a Lei de Libras — e a Lei 12.319 — regulamentando a profissão do Intérprete de Libras —, ambas inseridas na questão da acessibilidade, direcionada para as pessoas com qualquer deficiência e para aquelas com deficiência auditiva.

Leia a regulamentação para conhecer todos os detalhes

Além de você ter que saber as legislações específicas já citadas acima, em 2015 o Governo Federal aprovou a Lei Brasileira de Inclusão, para complementar a de número 10.098.

Ela é dividida no trato dos direitos fundamentais das PCDs em educação, transporte e saúde, garante o acesso à informação e comunicação, como também orienta quanto à punição a quem descumpre esses quesitos.

Treine os colaboradores para que entendam sobre a Lei

A cultura organizacional deve ser mudada para que os colaboradores entendam a Lei da Acessibilidade e a empresa desenvolva um trabalho de inclusão.

A compreensão dos direitos igualitários das PCDs motiva outros colaboradores, trazendo integração da equipe, novas ideias e melhorando a produtividade. O mesmo ocorre com as PCDs sentindo-se valorizadas e fazendo parte do contexto.

Organize as seleções de emprego conforme a legislação

Inicialmente, é realizada a descrição do cargo que será exercido, quais as deficiências que se encaixam na vaga para PCD e as estruturas e condições psicológicas que a empresa oferece ao candidato, para que ele possa desempenhar um bom trabalho.

O recrutador deve considerar que ao selecionar os concorrentes eles precisam trazer resultados à empresa, assim como aqueles que não fazem parte de cotas.

Durante a entrevista o profissional de Recursos Humanos precisa agir naturalmente, independentemente da deficiência dos selecionados. Se houver algum com deficiência auditiva, o recrutador tem que conhecer Libras, ou usar uma tecnologia assistiva, como a SignumWeb, para que a comunicação seja facilitada.

Dê retorno aos não aprovados, explicando os motivos, para que possam procurar outras oportunidades.

Respeite as pessoas surdas e as acolha como aos demais funcionários

Apresente os novos funcionários para as demais pessoas da empresa, mostre seu local de trabalho e quem são os profissionais que trabalharão com eles. Nomeie alguém capacitado para ensinar o serviço, que seja proativo e solícito. Permita que os novos colaboradores surdos se sintam à vontade para tirarem suas dúvidas e colaborarem com novas ideias.

As pessoas com deficiência auditiva enfrentam muitos desafios para conseguirem se comunicar e uma empresa que já se encaixa na Lei de Cotas tem a obrigação de conhecer a legislação para pôr em prática tudo que é necessário, visando à acessibilidade para surdos de forma que eles possam ser produtivos e profissionais.

Julgou que o assunto do texto é importante e que mais empresas precisam ter conhecimento a respeito? Aproveite e compartilhe este post nas suas redes sociais e promova a acessibilidade a todos.

Posts relacionados

Deixe um comentário