Entenda sobre o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

É importante entender sobre o porque da criação do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. John F Kennedy já dizia que “lutar pelos direitos dos deficientes é uma forma de superar as nossas próprias deficiências”, e ele não poderia estar mais correto.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 10% da população mundial tem algum tipo de deficiência, aproximadamente quase 1 bilhão de pessoas em todo o mundo. Em vista disso, para que reflitamos sobre acessibilidade e inclusão de todas essas pessoas, foi criado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado no dia 3 de dezembro.

Hoje mostrarei como se deu a instituição dessa data e porque ela é importante para os portadores de deficiência!

Como e por quem a data comemorativa da Pessoa com Deficiência foi criada?

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência foi criado por meio de uma Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 1992. A principal finalidade foi a promoção de reflexões e consciência acerca de questões que dizem respeito à deficiência, além da mobilização para a defesa dos direitos, qualidade de vida e bem-estar dos deficientes.

Ademais, a data também tem o objetivo de promover a compreensão dos benefícios que a integração das pessoas com deficiência pode trazer para a sociedade em todos os aspectos, seja social, seja econômico e cultural.

No dia 3 de dezembro também se comemora, desde 1982, o Dia do Programa de Ação Mundial para as Pessoas com Deficiência, também estabelecido pela ONU.

Por que esse dia é importante?

No Brasil, existe um Decreto que diz que “toda perda ou anormalidade de uma estrutura, ou função psicológica, fisiológica ou anatômica que gere incapacidade para o desempenho de uma atividade, dentro do padrão considerado normal para o ser humano”.

Assim sendo, é imprescindível que o Estado estabeleça políticas públicas que assegurem todos os direitos e acessibilidade ao portador de deficiência, garantindo que ele viva em um ambiente que propicie o desenvolvimento de suas habilidades de forma autônoma, ou seja, sem a dependência de outras pessoas.

Mas, além dessas ações, a data também é importante para promover a conscientização e fazer com que o restante da população reflita e dialogue sobre as iniciativas que podem ser realizadas, para que a nossa sociedade se transforme, efetivamente, em uma sociedade inclusiva.

O que diz o nosso Estatuto sobre a inclusão ao PCD?

O Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13146/2015) prevê alguns direitos às pessoas portadoras de deficiência física. Dentre alguns deles, estão:

  • gratuidade no transporte público (muitas vezes até mesmo para o acompanhante do portador);
  • pagamento do valor de meia entrada em cinemas, teatros, show de música etc;
  • diferenciação no tempo de contribuição para aposentadoria (que vai depender do tipo ou grau de deficiência).

Além disso, o Estatuto também estabelece que toda pessoa portadora de deficiência física receba atendimento prioritário em:

  • todas as instituições ou serviços que disponibilizem atendimento ao público;
  • serviços de socorro e emergência em qualquer circunstância.

Como visto, o dia 3 de dezembro, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, é muito importante para fomentar a conscientização em todas as esferas da nossa sociedade, inclusive no âmbito empresarial.

Por isso, é fundamental que os proprietários de empresas estabeleçam ações de inclusão, para que os portadores de deficiência tenham mais autonomia e possam levar uma vida independente.

E então, gostou do artigo? Compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais e faça a sua parte para que as pessoas tenham mais consciência sobre os direitos dos portadores de deficiência!

Posts relacionados

Deixe um comentário