Quais as principais áreas onde os surdos precisam de acessibilidade?

4 minutos para ler

É fácil entender que os surdos precisam de acessibilidade em TODAS as esferas do convívio social, não é mesmo? Afinal, onde um ouvinte necessita se comunicar um surdo também precisará.

Entretanto, por muito tempo esses cidadãos foram privados da convivência social, dependendo de outras pessoas para ajudá-los. A boa notícia é que essa história vem mudando. E você, que teve o interesse de ler este texto, de certa forma já está contribuindo para a construção de uma nova realidade.

Hoje falaremos exatamente sobre onde a acessibilidade é mais necessária de acordo com o ponto de vista de quem mais precisa: O surdo.

Vamos entender um pouco mais sobre como remover a barreira de comunicação que separa surdos dos ouvintes.

Vamos lá?

Os surdos precisam de acessibilidade na área da saúde.

A área da saúde vem em primeiro lugar, porque está relacionada com vida e morte, obviamente. Sendo assim, pedimos que médicos, clínicas, hospitais, laboratórios e farmácias fiquem atentos ao assunto.

Primeiramente gostaria de lembrar que os surdos usuários de Libras não têm grande domínio da língua portuguesa. Partindo daí, convido você para a um exercício de imaginação: Você está visitando um país cuja língua não domina e começa a passar muito mal. Como explicaria ao médico os seus sintomas? Como faria para entender o diagnóstico? Como tiraria suas dúvidas sobre os remédios que o médico está prescrevendo? E se você tem intolerância a um determinado medicamento, como explicaria?

De posse do pedido de exames, você precisa procurar um laboratório de análises clínicas. Agora é o atendente quem pergunta se você está em jejum, além de outras informações relevantes. Você também vai precisar comprar os remédios. O farmacêutico gostaria de saber se você prefere comprar o remédio genérico, que tem o mesmo princípio ativo, porém é mais barato. Mas você não faz ideia do que está sendo falado.

Percebe como a sua vida poderia estar sendo posta em perigo? Você, que é profissional da saúde, percebe que correrá o risco de adotar um procedimento equivocado, por falta de informações sobre o paciente?

Isso tudo é muito sério.

Os surdos precisam de acessibilidade na justiça.

Em algum momento da vida nos depararemos com a necessidade de fazer uma denúncia. De reclamar um direito, de nos defendermos de uma acusação. Como isso se tornará possível, sem a comunicação fluente e eficiente?

Pense agora numa surda que apanhou do marido e desejar denunciar. Ou num surdo que se sentiu lesado no comércio e quer pleitear um reparo. Em outro que presenciou um crime e é chamado para servir de testemunha. São tantas as situações…

Os surdos têm direito ao livre acesso nessa área. Mas tem sido muito difícil conseguir esta acessibilidade.  Muitas vezes precisam renunciar à sua privacidade, levando junto um amigo ou parente.

Vamos mudar essa realidade?

Os surdos desejam estudar com acessibilidade.

A pessoa surda tem igual potencial de aprendizado. Seu aparato cognitivo está tão apto quanto de qualquer outra criança. Desde que receba os estímulos corretos, já nos primeiros anos da sua vida.

Mas não tem sido assim. Na verdade alguns surdos seguem a vida acadêmica fingindo que aprendem, enquanto os professores se iludem que estão ensinando. E o prejuízo é grande. Não só para os surdos, como para toda a sociedade.

Tudo isso poderia ser minimizado com políticas públicas bem pensadas e colocadas em prática de forma eficiente. Acessibilidade é a palavra mágica. É possível!

Outras áreas onde os surdos precisam de acessibilidade.

Imagine o surdo que precisa ir a um cartório? Imagine a necessidade de procurar um banco para abrir uma conta, contratar um empréstimo? Desde restaurantes a parques de diversões, desde padarias a museus… Desde a necessidade de comprar um sapato, quanto a procurar uma imobiliária para realizar o sonho da compra a casa própria. 

Não existem espaços onde poderíamos afirmar que não é necessário pensar em acessibilidade comunicacional para surdos. Onde houver um surdo, haverá a necessidade de comunicação com esse sujeito.

E você? Onde mais você acha que o surdo precisa de acessibilidade? Dê a sua preciosa contribuição nos comentários.

Entre em contato com a SignumWeb e apresentaremos como podemos ajudar a sua empresa no desafio de oferecer acessibilidade entre surdos e ouvintes.

Posts relacionados

Deixe um comentário