05 Mitos sobre a surdez

5 minutos para ler

Existem muitos mitos sobre a surdez que atrapalham a vida dos surdos. Do mesmo modo atrapalham a vida dos ouvintes. Isso porque estamos sempre precisando nos comunicar com esses concidadãos. Em suma, tais mitos reforçam os preconceitos e interferem nas relações que envolvem a livre comunicação entre surdos e ouvintes.

Nosso objetivo, ao escrever esse texto, é contribuir para desmistificar, esclarecer, desvendar esses conceitos pré-estabelecidos. Dessa forma poderemos construir a nossa relação com as pessoas surdas. Ou reconstruir, de forma mais coerente com a realidade deles.

Além disso, ao superar preconceitos desenvolveremos maior empatia. Dessa forma haverá mais fluidez, mais espontaneidade na relação entre todos os envolvidos.

Vamos então, ao texto.

1.Todo surdo é mudo.

Muitas pessoas se referem ao surdo como surdo-mudo. Esse é um dos mais propagados equívocos, um dos grandes mitos sobre a surdez. Para esclarecer, precisamos admitir que sim, a surdo mudez existe. Entretanto ela é um fenômeno muito raro.

Seria necessário que a pessoa surda sofresse um trauma, um grave bloqueio psicológico, que resultasse numa mudez. Da mesma forma, poderia acontecer de um surdo contrair um problema nas cordas vocais, ou uma doença que comprometesse todo o seu aparelho fonador. Tudo isso poderia resultar num sujeito que de fato fosse surdo-mudo.

Obviamente não é o caso da grande maioria dos surdos.

2. O surdo não fala

Precisamos entender que o surdo fala. Isso significa que ele é capaz de se comunicar, de expressar suas vontades. Seja oralizando, seja sinalizando. E sinalizar é sim, falar.

O fato de uma parcela da população surda usar Libras, a Língua Brasileira de Sinais, leva alguns de nós a imaginar que isso é semelhante a usar mímica. Enfim, mais um preconceito que precisa ser abandonado.

Libras é a língua materna de uma parcela da população surda brasileira. É reconhecida por lei como meio de comunicação e expressão da comunidade surda.

Portanto, entenda essa verdade. O surdo fala, mesmo que seja sinalizando.

Preste atenção na expressão de alegria quando você encontrar um grupo de surdos falando lindamente com suas mãos. Aliás, eles usam todo o seu corpo para se expressar, para falar.

3. Libras é uma linguagem

Frequentemente Libras é confundida como linguagem de sinais. Isso revela um equívoco de conceitos, que resulta nesse preconceito, nesse mito sobre a surdez.

 Certamente você não escuta alguém se referir ao português ou ao inglês como linguagens, não é mesmo? Da mesma forma podemos entender Libras. Afinal, ela é uma língua completa e complexa, como qualquer outra.

Pesquisando um pouco mais sobre essa língua, você descobrirá que ela apresenta todos os parâmetros de uma língua. Em outras palavras, ela apresenta regras gramaticais, morfologia, semântica, sintaxe e tudo o mais que caracteriza uma língua.

4. Libras é mímica

Libras não é mímica. Já esclarecemos isso, mas é importante enfatizar. Afinal, ainda existe muita gente que desconhece essa verdade.

Para marcar a diferença, gostaríamos que você pensasse sobre o que seria uma mímica. Ela é uma arte, uma das formas que utilizamos para comunicação. Por meio desses gestos podemos expressar nossos pensamentos. Normalmente são expressões físicas e fisionômicas propositadamente exageradas. Nós a utilizamos quando queremos fazer uma imitação, por exemplo.

Isso posto, fica fácil entender que Libras definitivamente não é mímica.

O surdo é incapaz

A noção de que o surdo é um sujeito incapaz é histórica e perdurou por séculos . Sendo assim, ele seria alguém que precisa ser assistido, na defesa dos seus interesses. Isso nunca foi verdade.

O que aconteceu é que a sociedade não sabia como promover a inclusão dos seus cidadãos surdos. Em outras palavras, não sabia como remover a barreira da comunicação. Isso era o que mantinha o sujeito surdo na condição de dependente do ouvinte.

Mas o surdo vem provando que dá conta da própria vida. Afinal, ele é capaz de qualquer coisa possível ao ouvinte, exceto ouvir.

Superação dos mitos sobre a surdez

A sociedade precisa evoluir, quebrar paradigmas, superar preconceitos que impendem que todos sejamos IGUAIS.

Várias pessoas, com diferentes tipos de deficiência, vêm lutando por seus direitos. Isso não é diferente quando se fala dos surdos. E eles seguirão dizendo: Não decidam nada, não façam nada que envolva a nossa vida, nada sobre nós sem nós!

A SignumWeb é uma empresa idealizada por um surdo. Nenhuma decisão é tomada sem que ele participe, sem que opine. Estamos juntos!

Convidamos você a trilhar conosco o caminho que leva à construção de um admirável mundo novo. E nosso desejo é que ele seja mais acessível a todos.

Comece a demonstrar sua empatia já por curtir e compartilhar esse texto. E ajude a reduzir os preconceitos contra surdos. Vamos?

Posts relacionados

Deixe um comentário