10 comportamentos inclusivos na relação com a pessoa surda 10 comportamentos inclusivos na relação com a pessoa surda

Pessoa surda: Dez comportamentos para facilitar o relacionamento

3 minutos para ler
Powered by Rock Convert

10 comportamentos inclusivos na relação com a pessoa surda

Será que você, ouvinte, sabe lidar e se relacionar com a pessoa surda? Não tem segredo… com um pouco de boa vontade ele te entenderá. Os tabus impostos pela sociedade devem ser quebrados. Descubra dez comportamentos para facilitar o relacionamento com a pessoa surda!

Dez comportamentos para facilitar o relacionamento com a pessoa surda

10 comportamentos inclusivos na relação com a pessoa surda
Imagem: Pixabay

1- Quando desejar falar com uma pessoa surda, sinalize com a mão em seu campo de visão, se ela estiver distante. Ou toque delicadamente no seu braço ou ombro, se estiver mais perto. Jamais atire um objeto em sua direção para chamar a atenção.

2- Durante a conversa, permaneça de frente para o surdo, mantendo contato visual. Virar-se de lado ou de costas pode ser entendido pelo surdo como finalização do diálogo.

3- Gritar não é uma boa opção. Não funciona – e o surdo entenderá como atitude agressiva. Fale de forma articulada e normalmente. O surdo indicará se não estiver conseguindo entender.

4- Se você não entender o que um surdo verbalizou, não estranhe. Apenas seja educado e peça gentilmente para que ele repita. Por não ter a audição que regula a voz, ele não tem a mesmo domínio que você tem da oralização.

5- Se o surdo for usuário de Libras, não fizer leitura labial e não puder contar com intérprete, ofereça papel e caneta. Mas entenda que o português escrito do surdo equivale a você mesmo tentando escrever numa língua da qual não tenha total domínio. Seja educado e compreensivo. Não o humilhe ou ridicularize.

Mais dicas de relacionamentos

6- Mostre empatia, carregue na expressão facial e nos movimentos do corpo. Sem exagerar, somente o suficiente para que o surdo entenda o que você deseja comunicar. Em Libras as expressões faciais e corporais são muito importantes.

7- Se o surdo estiver acompanhado de um intérprete de Libras, dirija-se ao surdo e não ao intérprete. Jamais pergunte ao intérprete o que um surdo deseja. Esse profissional sabe que sua presença ali deve ser entendida somente como uma voz emprestada ao sujeito surdo.

8- É falta de educação passar entre um surdo e o seu intérprete. Isso gera interrupção na comunicação. Equivale a um ruído que atrapalha a comunicação entre ouvintes. Passe sempre por trás de um deles.

9- Invista no aprendizado de Libras, a Língua Brasileira de Sinais. Isso será benéfico para a comunicação e ampliará as possibilidades de convivência,  de um bom relacionamento

10- A pessoa surda prefere ser chamada de surda mesmo. Não tenha receio de se referir a ela assim pois essa expressão não é entendida como pejorativa. Por outro lado, jamais refira-se a ele como surdo-mudo, pois ele consegue oralizar, embora sua voz soe estranha. Além disso ele fala, usando Libras, sua língua gestual.

 

 

Posts relacionados

2 thoughts on “Pessoa surda: Dez comportamentos para facilitar o relacionamento

Deixe um comentário