Cinema acessível aos Surdos.

4 minutos para ler

Cinema acessível aos surdos é um assunto que vem sendo discutido há alguns anos. Aliás, é uma antiga e justa reinvindicação das pessoas com deficiência motora e sensorial, sejam autistas, cegas ou surdas. A grande questão é entender como isso pode ser viabilizado.

O Dia do Cinema Nacional, comemorado em 19 de junho, é um bom momento para retomar essa discussão sobre acessibilidade nas salas de cinema. Por isso resolvemos abordar o tema aqui no nosso blog

Sempre alertamos que existem tecnologias inovadoras que tornam possíveis a promoção da acessibilidade nos espaços culturais, ou em qualquer outro espaço social. O Estatuto da Pessoa com Deficiência, Lei 13146/15, já prevê que seja assim. 

A legendagem em português, também conhecida como closed caption nas obras cinematográficas são facilmente encontradas nas produções internacionais. Aquelas produzidas em língua portugues, ou dubladas para o português, não contam com esse recurso.

Continue a leitura e entenda melhor sobre esse assunto.

Cinema acessível aos surdos, em closed caption.

Os deficientes auditivos que usam próteses e são oralizados, se sentem contemplados com o closed caption. Entretanto, diferente deles, os surdos usuários de Libras têm grande dificuldade de ler o português. 

Os surdos que têm em libras a sua língua materna, cuja estrutura em muito difere do português, não conseguem ler as legendas. Ainda mais na velocidade em que é apresentada em tela. Esses não se sentem beneficiados com a legendagem em português. Sendo assim, eles ficam excluídos do prazer de assistir um filme, que é um dos grandes passatempos da maioria da nossa população. Por isso reivindicam uma maneira de acionar uma tecla que lhes permitam a legendagem em Libras, ou seja, as famosas janelas de Libras.

Essa realidade vem mudando nos últimos anos, com a melhoria da escolaridade dessa comunidade. Mas enquanto isso, a janela de Libras é indispensável.

Campanha Legenda Nacional.

Tem circulado nas redes sociais uma campanha para tornar os filmes nacionais acessíveis aos surdos. O slogan é “Legenda para quem não ouve, mas se emociona”.

É importante entender o motivo pelo qual o cinema brasileiro precisa de legenda. Embora o texto seja falado em português, existem muitas pessoas que não escutam e por isso deixam de frequentar o cinema, quando se trata de uma produção nacional. 

Essa campanha está circulando desde 2004 e conta com adesão de até mesmo de alguns famosos. O objetivo é sensibilizar toda a população.

Como oferecer cinema acessível aos surdos, com legendagem em Libras?

Cinemas acessíveis para pessoas cegas, surdas e autistas já é um projeto incentivado pelo MEC. Aliás, no Brasil já existem experiências de sucesso. Em Pernambuco, por exemplo, desde 2017 a Fundaj oferece sala de cinema com sessões inclusivas, para pessoas com deficiências sensoriais.

Para os surdos usuários de libras parece ser um projeto mais difícil de ser implementado, porque impactaria os demais espectadores que não têm necessidade disso. Mas podemos pensar numa solução de criação de janelas de Libras acionadas conforme interesse ou necessidade do telespectador, quando assistindo nas plataformas como NETIFLIX por exemplo, ou em sessões específicas para esse público, em salas púbicas de exibição.

Vamos abrir espaço para esses cidadãos em salas de cinema?

Os cidadãos surdos viveram muito tempo excluídos do convívio social. Era praticamente impossível para eles o acesso ao estudo, trabalho e lazer. Entretanto nos últimos anos eles vêm conquistando importantes avanços face à sua necessidade de comunicação, nos mais diversos espaços sociais e culturais.

A SignumWeb está disponível para ajudar a pensar nessas soluções para inclusão dos surdos em salas de cinema. Possuímos estúdios profissionais e intérpretes de Libras habilitados para gravar um filme inteiro, disponibilizando a janela de Libras. Para solucionar essa demanda, conte conosco.

Vamos juntos tornar o cinema brasileiro acessível aos surdos?

Posts relacionados

Deixe um comentário