Livro “Irmãos Especiais”: inclusão e superação em família

3 minutos para ler

Como funciona o sistema familiar em que um dos membros apresenta alguma forma de deficiência? E como é a dinâmica do relacionamento entre irmãos quando um deles tem alguma necessidade especial? Os autores do livro “Irmãos Especiais” preocuparam-se em estudar e tratar desse tema.

Os autores defendem que a qualidade desse relacionamento determina muito das emoções que cada membro dessa família levará consigo ao longo da vida. Há lindos relatos de pessoas que descrevem a presença de um irmão deficiente como uma experiência positiva.

Nos relatos de “Irmãos Especiais”, eles retratam terem se tornado pessoas mais maduras e amorosas… Com maior tolerância às diferenças e maiores níveis de empatia e altruísmo.

A convivência entre “Irmãos Especiais”

Livro "Irmãos Especiais": apoio e superação em família

Geralmente, o irmão é alguém com quem convivemos mais tempo até do que com nossos próprios pais ao longo da vida. Quando um deles tem uma deficiência, isso pode ser um fenômeno agregador em torno daquele familiar. Ou, pelo contrário, motivo de dissenção, desavença, desconforto e desentendimento e ciúmes.

Normalmente, todas as pessoas envolvidas se sentem implicadas e, de alguma forma, sofrem com as questões surgidas no dia a dia. Sentimentos como raiva, culpa, vergonha, medo, tristeza; como também amor, orgulho, solidariedade podem se misturar. Moldando a vida de todos.

Por que meu irmão é diferente? Por que ele tem de ser o centro das atenções? Ou, pelo contrário, por que colocam sobre mim todas as expectativas frustradas que seriam a ele direcionadas?

Mais relatos

Os autores de Irmãos Especiais falam que “é uma situação propícia a emoções conflitantes, entretanto, e os irmãos também revelam efeitos negativos, entre eles a amargura e o ressentimento, devido à atenção extra dada à criança deficiente”. 

Cada família é única e reagirá à sua própria maneira mas, via de regra, os pais terminam negligenciado um pouco o filho sem dificuldades aparentes… Sobrecarregando-o, às vezes, com a expectativa de que ajudem no cuidado daquele considerado especial.

No final das contas, não existem heróis ou culpados. Apenas familiares que buscam superar individualmente suas próprias limitações e serem felizes. 

Mesmo que na sua família não tenha um membro com deficiências aparentes, sempre poderá haver a necessidade de administrar conflitos. É preciso cultivar o amor, que a tudo supera. Superação, aliás, é uma palavra linda e cabe muito bem em qualquer família!

SignumWeb permite acessibilidade comunicativa aos surdos através de intérpretes virtuais de Libras, em tempo real. Conheça a nossa plataforma!

Posts relacionados

Deixe um comentário