Saiba como praticar a inclusão social nas empresas.

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Muitos especialistas em recrutamento e seleção não sabem como iniciar a inclusão de deficientes no quadro de colaboradores das organizações.

Os surdos, por exemplo, encontram grande dificuldade para serem incluídos e treinados no mercado de trabalho, sendo o maior problema a falta de acessibilidade e preparo para recebê-los.

Muitos profissionais realizam o recrutamento de pessoas com deficiência (PCD) apenas para cumprir a lei. Assim, essas pessoas são inseridas sem um planejamento ou alinhamento organizacional e são mantidos à margem das empresas.

A boa notícia é que esse processo pode ir além e vamos te mostrar como isso funciona na prática. Para isso, escrevemos este artigo com o intuito de explicar como realizar as boas práticas de inclusão social nas organizações. Se interessou? Então continue a leitura!

Confira algumas práticas de inclusão social nas empresas

A inclusão envolve muito mais que apenas contratar e alocar a pessoa com deficiência em um setor qualquer. Ela está diretamente relacionada à cultura organizacional da empresa. Algumas boas práticas para começar a inclusão, são:

Treinar os colaboradores para se comunicarem de forma efetiva

A empresa que deseja trabalhar com a inclusão de surdos deve treinar os colaboradores ouvintes com a Língua Brasileira de Sinais (Libras), sendo interessante mostrar as necessidades específicas da comunidade surda.

Hoje existem empresas especializadas nisso que podem auxiliar na comunicação à longa distância. Esses intérpretes são excelentes pontes para um diálogo mais aberto e sociável dentro das organizações.

Motivar o relacionamento entre todos

Quando uma pessoa com deficiência chega a uma empresa, ele precisa se relacionar com os outros colaboradores para firmar parcerias e tirar dúvidas sobre assuntos relacionados ao trabalho.

Estimular a interação sem preconceitos deve ser uma iniciativa da organização para que os funcionários consigam integrar esse novo colaborador o mais rápido possível e alinhá-lo com as expectativas da empresa. Precisa ficar claro que essa interação não deve ser forçada.

Engajar os funcionários

Uma maneira eficaz de engajar os funcionários, sejam eles deficientes ou não, é deixar claro os planos de carreira existentes na empresa e estimulá-los a alcançar seus objetivos.

Outra forma de mostrar a preocupação da organização com os funcionários é ofertar cursos para que eles possam aprimorar suas habilidades. Dessa maneira, eles se sentirão importantes para a organização e, consequentemente, entregarão os melhores resultados para a empresa.

Incentivar o tratamento respeitoso

É importante deixar claro que a interação entre os colaboradores precisa ser respeitosa e deve haver um limite entre as brincadeiras.

Os colaboradores nunca deverão fazer piadas ou praticar bullying com os funcionários deficientes, para assim haver harmonia entre as equipes e a empresa alcançar os seus objetivos.

Conheça alguns cases de sucesso

Agora, veja algumas empresas que desenvolveram excelentes programas de inclusão social.

Grupo CCR

A empresa CCR é uma das maiores empresas de concessão rodoviária e conta com 344 colaboradores PCDs e dentre eles 118 são mulheres.

A empresa investiu em desenvolvimento profissional e estimulou esses funcionários cada vez mais. O intuito era melhorar o desempenho deles e assim aproveitar as mesmas oportunidades dos outros colaboradores da companhia.

Sabó

A multinacional brasileira Sabó do setor automobilística já contratou 66 funcionários deficientes com a predominância de surdos. Dentre os motivos que levaram a organização a inclusão, estão os valores enraizados que a família proprietária acredita desde o começo.

A Sabó sempre mantém o quadro de vagas para os PCDs e em casos de demissões, um novo deficiente é alocado na função. Isso mantém a cultura da empresa sólida e sensível com as necessidades dos surdos ou qualquer outro deficiente.

Sei que a primeira vista pode parecer que as iniciativas são complexas, mas quando implementadas os resultados são incríveis. Sem dizer que as empresas inclusivas e que apoiam a diversidade são valorizadas pelos clientes e stakeholders.

Viu como a inclusão social nas empresas são ações que podem ir além de cumprimento legal? Quer saber mais sobre esse tema? Confira este artigo: Inclusão social como alavanca de crescimento nos negócios. 

Posts relacionados

Deixe um comentário