Intérpretes de Libras: vamos homenageá-los.

5 minutos para ler

Sabia que 30 de setembro é o dia dos intérpretes de Libras? Mas… quem é esse profissional?

A profissão de intérprete de libras é nova, no Brasil. Entretanto já é devidamente reconhecida. Já existe uma lei, a 12319/2010 que a regulamenta. Como qualquer outro profissional, ele merece nosso respeito, nossa admiração e nossa homenagem.

São profissionais qualificados que atuam como tradutor/intérprete dos pares linguísticos Língua Brasileira de Sinais/português. São profissionais que apresentam uma característica diferente de outros intérpretes. Isso porque eles têm a competência necessária para realizar a interpretação entre uma língua oral auditiva e outra que é visioespacial. A atuação se dá de maneira simultânea ou consecutiva. Sempre visando a garantia da comunicação entre a pessoa surda e o ouvinte.

Vamos entender mais sobre isso? Vamos conhecer melhor os profissionais que se oferecem como intermediários entre o mundo do som e o mundo do silêncio?

Requisitos necessários para ser um bom intérprete de Libras.

Um bom intérprete de libras possui formação comprovada pelo MEC – Ministério da Educação. Mas isso não é suficiente. Ele precisa estar capacitado para o exercício da função. Mas precisa também ter experiência. Ele sabe que a convivência com a comunidade surda, vai garantir o trânsito perfeito entre as duas línguas com as quais trabalha. 

Um detalhe que é necessário lembrar é que a proficiência comprovada pelo PROLIBRAS, que certificou 6.101 profissionais no período de 2006 a 2010, hoje não é essencial. Ela é importante, não perdeu a validade. Entretanto esse exame foi criado para aplicação num prazo definido. Foi extinto e depois disso já entraram no mercado muitos profissionais reconhecidos pelo MEC, que jamais obterão o PROLIBRAS.

Vale lembrar também que o profissional intérprete de Libras estava habituado a atuar de forma presencial. Na atualidade, com o avanço da tecnologia, já tem consciência de que precisa estar habituado à utilização das plataformas ZOOM, YOUTUBE, INSTAGRAM, FACEBOOK, dentre outras, para execução das suas atividades.

O bom intérprete valoriza a boa apresentação pessoal.

Esse profissional veste-se com descrição, sabendo que roupas sóbrias não atraem a atenção para sua pessoa. Afinal está ali para transmitir o conteúdo e não para sua ostentação.  Assim ele sabe ser discreto, prestativo, atencioso, educado, cordial.

Também sabe que precisa investir para desenvolver uma boa dicção e audição, raciocínio rápido e lógico. Ele entende que tudo isso também faz parte de uma boa apresentação.

Entende inclusive que na sua atuação se faz necessário ceder o uso da voz e da imagem, que poderá permanecer durante muito tempo nas redes sociais.

A qualidade do serviço de um intérprete de Libras.

Todo bom intérprete sabe que deve manter a fidedignidade (não alterara a informação), a imparcialidade (não interfere no conteúdo emitindo suas opiniões próprias) e a impessoalidade (sabe que é apenas um instrumento na prestação do serviço)

Além disso ele se mantem atualizado e bem-informado sobre o que está acontecendo no Brasil e no mundo. E procura conhecer com antecedência as rotinas e aos procedimentos adotados pela instituição para a qual está prestando serviço. Sua meta é atender perfeitamente aos padrões técnicos de qualidade, atuando com excelência.

Para garantir uma boa atuação ele se presenta no evento, no local e hora estabelecidos, com a antecedência necessária para se inteirar das características do local, do público-alvo, dos palestrantes e das atividades a serem realizadas.

Sigilo das informações e outras posturas éticas.

O intérprete de Libras está submetido ao código de ética de sua profissão e sabe que são sigilosos os dados a que tiver acesso durante a execução dos serviços,

Ao realizar suas atividades em revezamento com outro colega, mantem-se ativo e alerta.  Conforme preconizam as entidades de sua classe. Ele está sempre pronto para o caso de precisar substituir antes do tempo previsto. E se mantem disponível para apoiar, fornecendo sinais que eventualmente escapam ao companheiro.

Ele sabe que os eventos poderão sofrer atrasos e não abandonam seu posto, permanecendo até o fim da atividade. De forma a cumprir com eficiência todas as obrigações previstas.

Quando produz serviços de tradução fazendo uso de tecnologias assistivas, sempre observa os requisitos da ABNT NBR 15290 – Acessibilidade em comunicação na mídia, no que couber.

Contextualizar e manter o sentido do texto fonte.

O bom intérprete de Libras sabe contextualizar para favorecer que o surdo compreenda o sentido do texto de origem. Ele é um profundo conhecedor dos aspectos relacionados com a cultura surda. E sobretudo tem um grande domínio língua portuguesa.

Ele entende que no ato interpretativo, precisa preservar ao máximo o sentido do que está sendo produzido na língua fonte. Por isso fica sempre alerta para as possibilidades de uso de metáforas e sentidos figurados. Esse profissional raramente é pego de surpresa e corre menos riscos de escorregar, de cair nas armadilhas da língua.

O bom intérprete não se preocupa que ouvintes interpretem mal os seus gestos, expressões faciais e corporais. Ele entende que servem para exprimir informações sobre o texto.  Enfim, sabe adequar-se às terminologias da língua de sinais.

Seu desempenho é pleno e eficaz, com alto nível de excelência, conforme as normas regulamentadoras e legislações pertinentes à sua profissão.

E aí? Esses profissionais merecem ou não nossa homenagem? Vamos divulgar para nossos amigos sobre este profissional tão importante para a acessibilidade dos surdos no Brasil.  Muito obrigado pela generosidade.

Posts relacionados

Um comentário em “Intérpretes de Libras: vamos homenageá-los.

Deixe um comentário