Caixa Tem, poupança digital que interessa aos surdos.

4 minutos para ler

Caixa Tem é assunto de interesse de muitos brasileiros. Trata-se de uma conta digital gratuita que pode ser facilmente aberta pela internet. Basta baixar a aplicativo de nome similar e realizar o cadastro.  É através dessa poupança que as pessoas de baixa renda acessam benefícios sociais, no nosso país.

Como qualquer outro assunto de interesse geral, seria conveniente que as informações chegassem de forma clara e transparente para aqueles que realmente necessitam acessar os benefícios. E muitos surdos se enquadram nesse perfil. Por isso é preciso que eles saibam como abrir e movimentar a conta. Além disso é necessário acompanhar algumas alterações divulgadas periodicamente na mídia.

Por exemplo, recentemente o governo fez alterações nas regras para que o cidadão possa contrair empréstimos através do Caixa Tem. Será que as informações chegaram de forma acessível também aos surdos?

Leia o texto para entender.

Caixa Tem contempla os surdos?

Para se enquadrarem no direito de receber benefícios do governo os surdos precisam estar nas mesmas condições sociais dos demais brasileiros que têm esse direito. Ou seja, o simples diagnóstico de surdez não habilita automaticamente a comunidade surda.

Entretanto sabemos que a surdez é uma condição humana que atinge principalmente a população mais carente. Isso porque o fenômeno acontece pelos mais diversos motivos, inclusive por falta de bom acompanhamento da gestante de baixa renda. Assim ela pode vir a contrair uma doença como a rubéola e comprometer o feto.

Sabemos que essas mazelas acontecem em maior escala nas classes menos favorecidas, empurrando as famílias para os grupos que necessitarão de assistência social. Consequentemente se tornarão candidatos a estarem na fila do Caixa Tem.

Falta acessibilidade às informações sobre o Caixa tem.

A poupança Caixa Tem foi criada para que qualquer cidadão pudesse abri-la digitalmente de forma fácil. Entretanto a falta de acessibilidade pode levar à exclusão do processo. Isso acontece porque os surdos muitas vezes têm dificuldades de ler as orientações em português.

Sabe-se que através do Caixa Tem o cidadão pode consultar o crédito de benefícios sociais disponibilizados ao trabalhador, como o Bolsa família. Inclusive pode usá-la para fazer compras, pagamentos, transferências para outras contas, fazer recarga de celular, contratar seguro e até mesmo contrair empréstimos.

Mas volta e meia surgem alterações, publicadas no site da Caixa ou na mídia em geral, que dificilmente o surdo consegue acessar de forma autônoma.

Mais informações relevantes para os surdos sobre o Caixa tem.

O surdo precisa entender que se ele tem direito aos benefícios sociais, a poupança digital Caixa Tem deverá ser aberta.

Para liberar o acesso ao Caixa Tem pela primeira vez, é necessário baixar o aplicativo do Caixa Tem para Android ou iPhone e fazer o cadastro. Daí será necessário abrir novamente o Caixa Tem  com o login e senha gerados. Em seguida será preciso Ir à opção liberar acesso e apertar o botão “Toque aqui pra realizar seu primeiro acesso”.

Pronto! Está aberta a sua conta digital. Daí é só acompanhar se os créditos devidos estão sendo feitos. Tais como benefícios de programas sociais ou FGTS Emergencial, quando for o caso.

Outra informação importante é que para quem já tem direito ao benefício social, a conta é aberta automaticamente.

E não é necessário sacar todo o dinheiro de uma vez. Entretanto o limite de saques é de R$ 1.200,00 por dia. Mas você pode deixar lá o seu dinheiro e ir gastando aos poucos. Se houver necessidade de saques, eles podem ser feitos nos terminais da Caixa Econômica ou nas lotéricas.

Outra informação muito relevante é que é preciso usar pelo menos um pouco do dinheiro no prazo de 90 dias. Ou seja, se a conta ficar sem movimentação nesse período, o dinheiro retornará aos cofres do Governo Federal.

Quem é responsável por acessibilidade aos bens e serviços sociais?

Cabe à sociedade prover o acesso adequado às informações. A legislação prevê isso. Entretanto, mas do que cumprir a legislação, é uma questão de responsabilidade social.

Só lembrar que existem tecnologias assistivas capazes de resolver a barreira de comunicação vivenciada pelos surdos. A tecnologia chegou para ampliar as possibilidades. E pode ser útil tanto no ambiente físico como no ambiente virtual.

Se houver interesse, a SignumWeb pode auxiliar no processo. Vamos juntos tornar o mundo mais justo e inclusivo?

Posts relacionados

Deixe um comentário