Língua de sinais: LIBRAS é universal? Língua de sinais: LIBRAS é universal?

Libras, a Língua Brasileira de Sinais, é universal? Saiba mais!

4 minutos para ler

Libras, a língua brasileira de sinais não é universal. Cada país, cada cultura, cada comunidade surda tem sua própria língua de sinais. Precisamos esclarecer essa dúvida que sempre aparece, quando se fala de Libras, a língua dos surdos brasileiros.

De antemão é preciso entender que uma língua determina uma cultura. É importante saber que qualquer língua, na sua construção, vai sofrendo influências de várias outros idiomas. O português, por exemplo, teve por base o latim e o grego. Mas seguimos ampliando o nosso vocabulário, tomando de empréstimo e aportuguesando novas expressões, das mais diversas origens. Também é o caso da língua de sinais. Libras é uma língua em construção, mas definitivamente não é universal e sim a Língua BRASILEIRA de Sinais!

Libras, a língua de sinais no Brasil

Língua de sinais: LIBRAS é universal?
Imagem: Divulgação

Os surdos de cada país possuem a sua própria língua. É claro que algumas coisas se assemelham, mas todas elas são estruturalmente diferentes e têm várias outras características que são bem específicas.

Uma curiosidade importante é que Libras surgiu inspirada na língua francesa de sinais. Por isso há alguns aspectos parecidos com essa língua.  Mas certamente em cada lugar, em cada país, a língua de sinais é diversificada.

Até dentro do nosso país há variações. Sendo assim, o surdo do Nordeste fala Libras com algumas particularidades diferentes do surdo do Sudeste. Só para citar um exemplo. Não é interessante que funcione exatamente do mesmo jeito que os sotaques na Língua Portuguesa? Em síntese, o regionalismo também está sempre presente na Libras!

Libras é a primeira língua, a língua materna do surdo brasileiro. Ela foi reconhecida pela lei 10.436 de 2002. Desde esse ano ficou oficializada como língua de comunicação e expressão dos surdos do nosso país. O português é a segunda língua, aprendida e usada na modalidade escrita.

Para esclarecer um pouco mais, precisamos enfatizar:  nos Estados Unidos, os surdos utilizam a Língua Americana de Sinais (ASL). Na França, a Língua Francesa de Sinais (LSF), no Brasil, a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), na Itália, a língua Italiana de Sinais (LIS) e por aí vai…

É mito que Libras, a língua Brasileira de sinais, é universal.

Esse mito de Libras como língua universal originou-se do preconceito de que Libras seria uma mímica. Sob o mesmo ponto de vista, Libras poderia ser considerada um código, utilizado pelos surdos em qualquer lugar do mundo. Mas a nossa língua de sinais é tão completa e complexa como qualquer outra língua. Como o português, ela também possui estrutura, semântica e sintaxe próprias. Ah! E determina a cultura surda.

Isso mesmo! O surdo brasileiro é um cidadão, inserido na nossa sociedade. É óbvio que ele compartilha elementos da cultura brasileira.  Entretanto sabemos que ele percebe e apreende o mundo de outra forma, prioritariamente através da visão. E que tem uma língua diferente da nossa, que é visiospacial. Embora seja brasileiro, reivindica também uma cultura própria.

E, somente para esclarecer, dentro da nossa nação temos outros grupos culturais.  Eles usam, entre si, outras formas de comunicação e expressão. É o caso de algumas tribos indígenas. Mas isso nós já sabemos e respeitamos.

Agora estamos aprendendo também sobre a língua e a cultura da comunidade surda, no Brasil.

Você é capaz de entender e respeitar? Você é capaz de acolher e incluir o surdo?

Se a sua resposta for positiva, provavelmente dirá que só não sabe como fazer isso. Não tem problema. A maioria de nós realmente não sabe ainda como lidar com a surdez, com o sujeito surdo. Normalmente ficamos incomodados, constrangidos por não saber falar sua língua.

Isso agora ficou fácil de resolver.

convidamos você a conhecer a SignumWeb que foi criada por um surdo, o Felipe Barros, graduando de Tecnologia da Informação da Puc Minas.

O objetivo dessa plataforma é intermediar a relação do ouvinte com o surdo e se colocar a serviço da interpretação entre português e Libras, intermediando essa relação através de profissionais de Libras, virtuais, humanos, com qualificação reconhecida pelo MEC.

Nossos serviços acontecem em tempo real. Não há necessidade, portanto, de agendamento prévio. Afinal, nossas necessidades diárias podem surgir a qualquer momento, não é mesmo? Assim também acontece com os surdos.

Acessibilidade comunicativa faz bem para todos! Vem!

Posts relacionados

3 thoughts on “Libras, a Língua Brasileira de Sinais, é universal? Saiba mais!

Deixe um comentário