Surdos no mercado de trabalho: quais os desafios enfrentados?

3 minutos para ler

Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE, existem cerca de 9,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva no Brasil e, dentro desse total, mais de 2 milhões apresentam a limitação auditiva severa.

Os profissionais surdos enfrentam diversas dificuldades no mercado de trabalho devido ao despreparo das empresas em recebê-los.

Por essa razão, mostraremos alguns problemas que a comunidade surda vem enfrentado para conseguir se inserir no mercado de trabalho e de qual maneira você pode se preparar para isso. Venha conosco!

Veja algumas dificuldades para os surdos no mercado de trabalho

Muitos surdos ficam à margem das empresas e desfrutam de poucas oportunidades de crescimento profissional. Explicamos abaixo como isso acontece:

Inserção no mercado de trabalho

A primeira dificuldade é justamente o percentual de pessoas com deficiência que as empresas precisam contratar. Segundo a Lei Brasileira de Inclusão (LBP), as empresas devem ter entre 2% a 5% do seu quadro de funcionários composto por pessoas com deficiência.

No entanto, infelizmente as empresas optam por outros tipos de deficiências, uma vez que consideram inviável a comunicação com os surdos.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Comunicação com os colegas ouvintes

Outra grande limitação é o diálogo com os integrantes da mesma equipe. Muitos surdos se isolam porque não conseguem expressar-se ou serem entendidos de forma clara pelos colegas de trabalho.

Mesmo com a lei em vigor, a acessibilidade ainda precisa de muitos ajustes, sobretudo para as empresas abraçarem essa causa na prática.

Além disso, essa falta de comunicação atrapalha o próprio desenvolvimento do colaborador surdo que não consegue ser percebido com grande potencial pelas empresas.

Escolaridade baixa

Pelas limitações que a surdez impõe e mesmo a falta de oportunidade, não são todos os surdos que conseguem dar continuidade aos estudos.

Paralelo a isso, temos o problema das escolas não estarem preparadas para recebê-los e a quantidade de professores que dominam a Língua Brasileira de Sinais (Libras) é escassa.

Entrevista de emprego superficial

Infelizmente a falta de intérpretes compromete a compreensão e a identificação de competências e habilidades dos surdos nas entrevistas de emprego.

Muitos recrutadores não estão aptos principalmente por não ter domínio da Libras, o que torna um dificultador na hora de contratar pessoas surdas, e quando isso ocorre, eles podem fazer a contratação apenas para cumprir a cota estabelecida pela lei.

Saiba como você pode fazer a diferença

Uma forma de começar a mudar as coisas em sua empresa é criar comitês inclusivos com o propósito de apoiar a diversidade, a inclusão e a interação de profissionais ouvintes e não ouvintes nas organizações.

O ideal é que esses comitês, preferencialmente, sejam formados por profissionais de recursos humanos. Eles são especialistas em descobrir as competências e habilidades e realizar a destinação de tarefas conforme o perfil do surdo.

Vemos que os desafios são grandes e embora a lei esteja em vigor, muitas melhorias precisam ser implementadas. De fato, a primeira grande mudança é na mentalidade, para conseguir captar as dificuldades e oferecer um ambiente mais propício para o desenvolvimento do surdo.

Visando auxiliar os surdos no mercado de trabalho, você já pensou em contar com intérpretes de Libras para facilitar a comunicação na sua empresa? Acesse o nosso site e saiba mais sobre as nossas soluções de acessibilidade.

Posts relacionados

7 comentários em “Surdos no mercado de trabalho: quais os desafios enfrentados?

  1. Boa noite!!
    Olá meu nome é Guilherme (Deficiência Auditivo – PCD), gostaria de uma oportunidade de emprego, Design Gráfico, Assistente de produção, Auxiliar de Estoque e Auxiliar Administrativo, Empacotador, Promotor de Alimentos.
    Agradeço a atenção e aguardo retorno,

    Guilherme

Deixe um comentário