Surdez associada a outras deficiências: entenda e saiba mais Surdez associada a outras deficiências: entenda e saiba mais

Surdez associada a outras deficiências: entenda e saiba mais

3 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Surdez associada a outras deficiências: entenda e saiba mais

Lidar com a surdez é uma tarefa que exige muito investimento. E não estamos falando apenas do aspecto financeiro. Isso fica infinitamente mais complicado com a surdez associada a outras deficiências, por vezes muito mais limitadoras.

Surdez associada a outras deficiências: entenda e saiba mais
Imagem: Creative Commons

Quantos profissionais formados nas universidades brasileiras teriam preparo para lidar com esses pacientes? Não temos a menor ideia. Não existe uma especialização em múltiplas deficiências. Quando muito, o que acontece é a reunião de uma equipe multidisciplinar para estudar ou tratar alguns casos específicos. Aliás, pouco se discute sobre esse assunto no Brasil.

Existem diversas síndromes genéticas que podem causar múltiplas deficiências. E a interação entre elas pode complicar bem a vida e os relacionamentos das pessoas com essas dificuldades. A surdez associada a outras deficiências pode ter diferentes origens além das genéticas. Pode ser resultado de um ou vários acidentes ao longo da vida, por exemplo.

Surdez associada a outras deficiências

O fato comum é que podem ser profundamente promotoras de isolamento social, se o sujeito não receber a adequada atenção e estimulação. Surdez associada a outras deficiências não é rara e cada caso deve ser bem analisado e tratado dentro das suas especificidades. Pois resulta em experiências únicas, diferentes para cada indivíduo. É importante detectar a causa das múltiplas deficiências, o que contribuirá para o diagnóstico e o prognóstico do paciente.

Alguns exemplos de fatores que influenciarão na ocorrência de múltiplas deficiências são as alterações ocorridas no momento do parto, bem como a ocorrência de infecções congênitas e as síndromes genéticas. A causa impacta na evolução ou na estabilização do quadro de surdez. O tratamento pode ser bem oneroso e exige a interação de uma equipe multiprofissional, até porque as demandas podem mudar radicalmente ao longo do tratamento… Exigindo atenção constante à evolução das necessidades de cada paciente. O planejamento, portanto, não pode ser linear.

É sempre importante saber quais são os outros comprometimentos associados. As habilidades comunicativas do paciente podem ser gravemente comprometidas quando envolve questões motoras, por exemplo. Tais dificuldades variarão se a paralisia for facial, cerebral ou uma hidrocefalia. Cada uma delas impactará de uma maneira diferente, pois inclui uma variedade de sintomas que nem sempre são passíveis de serem monitorados e contidos.

Surdocegueira e LIBRAS tátil

A surdez associada à deficiência visual, por exemplo, exige métodos sinestésicos de interação. Por vezes, é utilizada a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS tátil. Mas existem pacientes que se adaptam melhor com o Tadoma, método de comunicação em que o surdocego coloca os dedos ao longo do queixo do falante, pegando as vibrações da garganta.

Uma das causas comuns da surdocegueira é síndrome de Usher, que promove uma perda progressiva por retinose pigmentar ocular. A surdez associada a várias outras síndromes, nem sempre conhecidas, pode provocar desordens motoras, deficiências sensoriais ou intelectuais. Elas podem ter origem em fatores ocorridos antes, durante ou após o parto.

Cabe buscar a superação das barreiras adicionais que cada uma das deficiências vai impor ao sujeito. O objetivo da SignumWeb é provocar essa reflexão. Vamos lá encarar esse desafio!

 

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta